Não pensem que é fácil, porque não é! Exige muito trabalho, dedicação e paciência.

A criança precisa estar preparada para que não tenha nenhum trauma futuro. O que a família precisa entender é que cada um tem seu tempo, então a ansiedade realmente pode atrapalhar neste momento.

Bem... vou contar para vocês como começamos o desfralde da Mel.

Primeiramente, percebi que ela queria arrancar a fralda e se sentia incomodada com ela... Então conversei com profissionais para ter a certeza de que seria o melhor momento para iniciar o desfralde.

Esperei o tempo esquentar para iniciar o processo. Isto realmente é muito importante, pois no calor a criança pode ficar com menos roupas, beber mais líquidos e se houver escapes fica mais fácil de limpar.

Iniciamos o desfralde da Melzinha no mês de Agosto de 2016, quando ela tinha 2 anos e 5 meses utilizando um material que a Instituição da Melissa nos forneceu (para os pais e para a escola, assim tem um trabalho em conjunto), feito por duas profissionais fantásticas (Ligiane A. M. Vieira - Terapeuta Ocupacional CREFITO3/12099-TO e Gisele Marolla - Terapeuta Ocupacional CREFITO3/3694-TO). Além deste material, também recebi de uma mãe um material muito interessante para ter idéia quando iniciar os desfraldes, os quais compartilho com vocês.

O desfralde

O desfralde

O desfralde

Nesta oportunidade, agradeço muito minha mãe!!! Além de avó espetacular, ela é uma segunda mãe para a Melzinha. Teve muita paciência para ajudar no desfralde, já que eu trabalho fora.

Iniciamos com idas ao banheiro no piniquinho a cada 20 minutos, sempre falando: “Vamos fazer xixi” e também interagindo no momento para que ela sentisse prazer em fazer xixi.

Muitos escapes aconteceram, muitas roupas sujaram, além de roupas, chão, sofá, cama kkkk Tudo isso faz parte.

O desfralde

O desfralde

O desfralde

O desfralde

Depois do terceiro dia percebemos que ela tinha um intervalo de 1h30 para cada xixi, o que facilitou, e não a levávamos mais a cada 20 minutos, mas sim a cada 1h30. Começou a dar mais resultados.

Devagarzinho ela mesma começou a perceber quando queria e já colocava a mãozinha para avisar que ia fazer xixi.

O engraçado foi que escapes de xixi aconteceram diversas vezes, mas cocô não... Acho que a sensação do fazer cocô para ela era mais forte e ela avisava sempre. (Não vou colocar aqui fotinhos do cocô e xixi no penico kkkk, mas tenho tudo registrado kkkk... Cada coisa que nós pais fazemos né?! Orgulho de coisas simples mesmo, e acho que isso é o verdadeiro sentido da vida).

Segue uma conversa que tive com minha mãe durante o dia.... ORGULHO TOTAL!!!

O desfralde

Outro ponto muito importante é que quando você inicia esse processo de desfralde, não coloque mais fralda durante o dia, nem mesmo para colocar no carro ou sair para o shopping ou supermercado, pois isto atrapalha e confunde demais a criança.

Nós nunca deixamos de sair com a Melissa, o que eu fazia era uma malinha um pouco maior, com mais trocas de roupas, saquinho plástico para colocar a roupa suja e também andava sempre com o assento de privada, pois percebia que ela não gostava de fazer em banheiros normais... quando ela via o assento dela, ela se sentia mais à vontade (gente... faço isso até hoje rsrs, levo o assento em todos os lugares, literalmente todos...).

De forma simples e resumida contei para vocês o processo da Melzinha... Como disse, precisa de muita paciência e dedicação.