Neste ano de 2018 a Melissa iniciou em uma nova escola, Brasinha, e os motivos foram:

- Ter uma escola que tivesse o pedagógico até Ensino Médio

- Tivesse uma metodologia de ensino aberta para adaptações (fosse em provas ou até mesmo no material pedagógico)

- Inclusão

- Auxiliares de classe preparadas para a inclusão

- Aberta para receber, escutar e aceitar as orientações das terapeutas da Mel

A escolha se deu por estes motivos, mas também pelo ambiente e em visitas à escola, pude ver como eles trabalhavam com as crianças e como a inclusão já estava dentro das crianças.

A escola foi super receptiva e recebeu as profissionais que trabalham com a Mel antes de iniciarem as atividades, para que a Melissa pudesse já ter suas atividades, se necessário, adaptadas.

Não precisamos adaptar o material, mas como a Melissa ainda não fala, incluímos uma troca de informações entre Professoras e Mãe, para que a Melissa pudesse dividir o que estava fazendo na escola e fora dela, assim ela poderia participar da roda de amigos contando o que fez de diferente.

A Melissa iniciou na escola, nem precisou de adaptação rsrs já ficou super bem nos diversos ambientes da escola, já conheceu seus amigos e já começou a brincar com eles. O primeiro dia ficou 2 horas para adaptar, mas no segundo dia já ficou o período todo, sem a minha presença.

Voltou para a casa toda sorridente, alegre e querendo me contar tudo o que tinha feito.

No outro dia, quando chegamos no portão da escola, nem precisou de muito, ela já foi para o colo da tia, me dando tchau e mandando beijo rsrs Ali já tive a certeza que minha filha estava ótima e sendo muito bem cuidada.

Acho importante quando falamos de inclusão, porque muitos lugares falam que praticam isto, quando na verdade apenas aceitam as crianças sem fazer a devida inclusão.

No caso, a escola realmente é inclusiva, em todas as atividades existe a participação de todos e existe a adaptação sempre que necessário para que todos os alunos possam participar e ter seu momento, assim como todos os amigos.

Na primeira reunião com as Professoras, 2 meses e meio depois que iniciaram as aulas, perguntei para elas se a Melissa estava participando das atividades ou se ela estava ficando amoada nos cantos, brincando sozinha ou coisa parecida, principalmente porque não fala... As tias Mari e Érica me olharam, deram uma risadinha e falaram... Quem? A Melissa!? Imagina kkk ela quem comanda rsrs Ela vai no brinquedão e fala pros amigos o que cada um tem que fazer... Os amigos não sentem diferença alguma com ela, mesmo ela não falando, ela se comunica do jeito dela e todos entendem. Os amigos a amam, inclusive muitas vezes querem apertar e abraçar ela rsrs, a chamam de fofinha... E realmente kkk porque ela mesma fazia nela como as crianças fazem rsrs (apertando bochecha e falando fofinha rsrs).

Neste momento pude ver que a Melzinha se vira... não fala como as demais, mas se expressa muito bem, então se faz entender.

Fiquei muito feliz com isso, e pude ver que ela está se saindo muito bem...

Mudanças e novos ambientes

Mudanças e novos ambientes

Mudanças e novos ambientes

Mudanças e novos ambientes

Ainda existe um longo caminho pela frente e ela conseguirá alcançar os objetivos assim como as demais crianças.