Como vocês sabem, eu estava grávida e a Melissa muito feliz com tudo... Beijava a barriga, sempre fazia carinhos e quando perguntávamos do irmão ela apontava para a barriga... Eu sabia que quando ele nascesse ela teria o ciúmes natural e que muitas coisas poderiam mudar...

No dia 25 de Setembro o Eric chegou às 18h15 forte e sadio, passamos por todo o processo do parto normal, porém no final tivemos complicações e a cesárea foi necessária.

Passamos muito bem no Hospital e viemos para casa no terceiro dia.

Chegamos em casa e encontramos a Melzinha, que surpreendeu com suas reações e já pode mostrar seu carinho junto ao irmão.

Sexta-feira, dia 29/09, percebi que ela estava com sinais propícios de uma possível pneumonia.

Imediatamente chamei a “Santa” Maria Angélica, que fez suas manobras, massagens, lavagem nasal e aspiração para ajudar a minha princesa, que deu sinais de melhoras e saturou adequado para fazermos nova sessão no dia seguinte.

Durante a noite de sexta para sábado, sua respiração estava mais ofegante, com muita secreção e apresentando febre... foi quando em conversa com sua pediatra, Dra. Flavia Nogueira, decidimos levá-la ao Hospital Vera Cruz para que fizessem raio-x e inalação com O2 para ajudá-la de maneira mais rápida e efetiva.

Como eu estava com o Eric de apenas 5 dias, não podia sair, então o Eduardo a levou... Minha angústia era tanta que só chorava pensando nela no Hospital longe de mim, apesar de estar com o papai. Para mim era muito difícil!

Quando chegaram ao hospital, a saturação da Mel estava baixa (87), fizeram as inalações, raio-x e outros exames e infelizmente constaram pneumonia, o que me abalou drasticamente, afinal eu não poderia fazer nada, já que o Eric precisava de mim. Como eu poderia me dividir??? Dar de mamá para ele e estar com ela no hospital??? Eu sempre fiquei com ela, sempre acompanhei tudo e agora??? O Papai sempre mandava as fotinhos para me falar como estavam, e até mesmo uma video-chamada para eu poder mostrar que estava com ela, mesmo distante... 

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Como controlar os sentimentos e se dividir??? 

A internação foi inevitável, já que sua saturação estava ainda mais baixa (76) mesmo após os procedimentos iniciais. Com isso, o tratamento seria mais rápido e evitaria que ela piorasse drasticamente de uma hora para outra. 

Minha cabeça estava a milhão! Não poderia estar com ela no Hospital, Eric precisando de mim...

Foram 10 dias de internação, com revezamentos, afinal eu não poderia ficar com ela 100% do tempo... Eu dava mamá para o Eric muito cedinho para estar no Hospital as 07h30, ficava até às 13h para que a minha mãe fosse no hospital no período da tarde, minha tia Elaine nos ajudava, ficava com o Eric na casa da minha mãe para fazermos a troca... A noite o Eduardo ia do trabalho direto para lá dormir... Foram dias de muita tensão.

Como controlar os sentimentos e se dividir??? 

As visitas das pessoas amadas ajudava muito para que ela se animasse... Prima Carol, minhas irmãs, o tio babão e as avós que não tiraram fotos rs

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Como controlar os sentimentos e se dividir???

Teve até surpresa, em que as professoras da escola Thema foram visitá-la e levaram um cartão lindo de seus amiguinhos...

Como controlar os sentimentos e se dividir??? 

Ela estava se recuperando muito bem, mas sua saturação flutuava por demais, estava usando apenas 0.2L de O2, mas não sustentava sem... Foi aí que conversei com a Fisio Respiratória, que conversou com a equipe médica, e eu me comprometi a fazer de tudo fora do hospital e até mesmo alugar O2 se fosse necessário para que ela não tivesse outra crise.

Toda a equipe já me conhecia e também conhecia a Mel de antigas internações. Foi aí que eles, sabendo que eu estava com um pequeno em casa, nos liberaram para que fizéssemos tudo fora do hospital. O que a médica me disse foi que a preocupação era ela estar 100% e não voltar, bem como o meu pequeno não pegar nada, afinal ele não estava vacinado e não tinha imunidade.

Graças a Deus ela ficou muito bem por um tempo! Pudemos ter uma trégua e curtir um pouco o nascimento do Eric e curtindo minha pequena em casa... criança é muito bom em casa, fazendo artes e brincando em todos os cantos.

Agradeço a Deus pela força que sempre me dá nestes momentos!!! Não poderia ter coisa melhor em ter minhas pedras preciosas juntas!!!

Como controlar os sentimentos e se dividir???